Terça-feira, 4 de Janeiro de 2005

E o prémio corta-unhas vai para...

[Error: Irreparable invalid markup ('<e [...] prémio>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<E o prémio corta-unhas vai para...>
   Que paciência!...
   Se as coisas estivessem sempre no seu lugar nunca seria preciso usar a velha máxima «Um lugar para cada coisa, cada coisa no seu lugar». Tenho uma certa mania da desarrumação arrumada, ou seja, no meio da minha desarrumação natural, sei sempre onde pára cada coisa. Há quem lhe chame um dom, mas eu não acreito nisso. Um dom precioso é a paciência que tenho.
<hr>
   Acabei de tomar banho e vou directo a uma bolsa onde geralmente «arrumo» (leia-se meto lá para dentro) todas as tralhas pertencentes ao equivalente masculino da maquilhagem: máquina de barbear eléctrica, loção, creme hidratante (Pois! Homem também precisa), o clássico after shave, pente e... ah aaaaah! O corta-unhas... que devia estar aqui e não está. Composto pelo instrumento em si, e por uma pequena capa plástica, tem lugar cativo no pequeno bolso lateral da bolsa. A capa está lá, mas o principal, o que é realmente preciso, onde estará? Dentro de uma das duas divisões da bolsa? Tiro as coisas uma a uma. Aparecem-me trecos tão estranhos como uma pinça com pincel agregado (não me perguntem para que serve) a um vulgar pacote de lenços de papel que também não deveria estar ali. Ontem, por acaso tinha sido muito útil! Parece que está ali tudo menos o meu corta-unhas. É altura de arrumar as coisas de novo e dar um grito:
   __ Quem é que mexeu no meu corta-unhas? __ Parece até que a casa está vazia. Ninguém responde. Tentemos uma abordagem directa. Quarto dos miúdos...
   __ Rafael, mexeste no meu corta-unhas? _pergunto com cara de poucos amigos.
   __ Não Pai! Eu não fui... __ Claro que não. Tem as unhas roídas até ao sabugo, mania que nunca lhe consegui tirar, mas com paciência hei-de conseguir. E paciência é coisa que não me falta. Terá usado o corta-unhas para qualquer uma das suas construções ou invenções esquisitas? Passo à frente.
   __ Sandra?
   __ Eu , Pai?! Olha as minhas unhas. __ Claro. Quase 10mm de unha fora do dedo, pintada com florzinhas... mas isso não impede que o tenha usado. Prosseguindo.
   __ E tu, Teresa?
   __ Usei a semana passada, mas deixei lá à mesma. Touché. Admitiu o uso mas livrou-se da culpa. Estou feito. Fica para logo a continuação da pesquisa e do interrogatório à filha mais velha.
   Quanto às unhas, bem podem esperar mais um dia ou dois. É preciso paciência.
publicado por vkthor às 08:49
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Unl1v3d a 7 de Janeiro de 2005 às 01:09
De certeza que até lá,as unhas não irão crescer muito lol E o corta unhas deve tar no sítio onde o deixas-t da ultima vez, se ninguém mexeu la.
Obrigado pela ajuda com os buttons.Boa sorte na procura!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Filho pródigo...

. Telefonema a meio da noit...

. ops

. Iconomaker 3.0

. Está a andar...

. Outra resolução

. Aguentei a segunda...

. Falhou logo à primeira...

. Foi há quase um ano...

. Quase... quase...

.arquivos

. Março 2007

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Maio 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds