Terça-feira, 18 de Janeiro de 2005

O exame da Sandra.

   Que paciência!...
   Se eu tivesse de marcar o ponto a horas certas, como é que este pessoal se arranjava sem mim?.


   O dia começou com a confusão costumeira. Logo de manhã fui confrontado com uma alteração de hábitos inesperada. A Sandra tinha uma consulta e uns exames para fazer, logo não ia às aulas. Deixá-la dormir mais um bocadinho... Chamo o Rafael. Já estou a prever o que vai ser o meu dia para trás e para diante. Saio do banho. Onde anda o miúdo? Ainda a dormir? Levanta-te que já são quase oito horas. Faltou à primeira aula. Tomamos o pequeno-almoço. A Sandra vai com a mãe ao médico. Passado um bocado telefona-me.
   __ Paie?! Podes vir buscar-nos? __ Ir buscá-las ao médico, levá-las aos exames, voltar para casa, tentar trabalhar mais um pouco...
   Tocam à campainha. É o Rafael. Deixo-o ir para o quarto, mas passado um bocado está ao pé de mim.
   __ Pai, fazes o almoço? __ Mau, penso eu, deixando de lutar com o AutoCad. O que se passa?
   __ Tenho de ir para a escola. Falta uma hora.
   Almoço rápido: arroz fervido com uma pitada de caril, sopa de caldo de carne com um punhado de massas e um tacho com cebola e metade de um chouriço cortado aos bocados. Refogado. Duas latas de salsichas às rodelas lá para dentro. Mexe tudo. Junta uma lata de feijão preto e um pacote de natas. Toca o telemóvel.
   __ Zé Victor, achas que aguento até casa? __ Hummm. Caldo entornado. Eu é que sei? Se já me estás a telefonar o melhor é dizeres logo que queres que te vá buscar, senão tinhas vindo a pé. Estás onde? No parque?! Não podias ter escolhido melhor sítio para esperar. Agora tenho de dar a volta aquilo tudo. Toca a meter-me no carro e acelerar que o almoço queima de certeza.
   __ Tenho de ir medir a tensão. Levas-me à farmácia? __ Quase expludo. Então a farmácia era ao lado dos exames e agora tenho de voltar para trás! Porque não foi logo lá ter, que eu ia lá buscá-la? O taxi do Papá. Volta para trás, avenida abaixo. Aqui não se pode voltar. Tenho de ir até ao fim, dar a volta na rotunda.
   Chegámos a casa. Pelo menos o Rafael pôs a mesa e não deixou queimar a comida. Depois do almoço os miúdos riem-se:
   __ Meupp's. __ dizem eles à gargalhada.
   __ Meupp's?!... O que é isso? __ Tentei traduzir mentalmente para algo que eu tivesse utilizado ao almoço.
   __ Matérias Estranhas Utilizadas Pelo Pai... É preciso paciência.
publicado por vkthor às 19:38
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Filho pródigo...

. Telefonema a meio da noit...

. ops

. Iconomaker 3.0

. Está a andar...

. Outra resolução

. Aguentei a segunda...

. Falhou logo à primeira...

. Foi há quase um ano...

. Quase... quase...

.arquivos

. Março 2007

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Maio 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds